35 Especialistas preparam um Plano de Ação para a Macaronésia

35 Especialistas preparam um Plano de Ação para a Macaronésia

 

No âmbito do projeto MISTIC SEAS, a Fundação Biodiversidade do Ministério da Agricultura e Pescas, Alimentação e Meio Ambiente, juntamente com a Direção Geral de Sustentabilidade da Costa e do Mar, foram as anfitriãs de uma reunião realizada em Madrid, e que juntou mais de 35 especialistas de diversas entidades governamentais e técnico-científicas de Espanha e de Portugal. Esta reunião teve como grande objetivo a elaboração de um Plano de Ação para a implementação da DQEM na Macaronésia. O documento resultante marcará a rota para ambos os países priorizar, a curto, médio e longo prazo, a implementação da Diretiva-Quadro Estratégia Marinha e cumprir os prazos estabelecidos por essa mesma diretiva. Nesta reunião, o DVD do projeto também foi apresentado, o que representa o esforço comum entre os dois países para valorizar a importância da Macaronésia e a sua biodiversidade no contexto europeu.

O projeto MISTIC SEAS visa projetar uma metodologia comum para a monitorização da biodiversidade marinha na sub região da Macaronésia, uma das áreas mais bio diversas da Europa, com enfoco nas populações de espécies marinhas de cetáceos, tartarugas e de aves, estabelecendo um roteiro comum para melhorar a coordenação na aplicação da Diretiva-Quadro Estratégia Marinha em Espanha e em Portugal (Açores, Madeira e Canárias).

O projeto, cofinanciado pela Comissão Europeia e que decorre de Dezembro de 2015 a Fevereiro de 2017, é coordenado pelo Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia - FRCT (Governo Regional dos Açores) e conta como parceiros a Direção Regional dos Assuntos do Mar - DRAM (Governo Regional dos Açores), Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais - SRA (Governo Regional da Madeira), Direcção-Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos do Governo de Portugal - DGRM, Ministério da Agricultura e Pescas, Alimentação e Ambiente de Espanha através da Direção Geral de Sustentabilidade da Costa e do Mar - DGSCM, da Fundação da Biodiversidade e do Instituto Espanhol de Oceanografia - IEO.

No âmbito do projeto, foram realizadas ações conjuntas entre especialistas de ambos os países para realizar uma revisão das avaliações iniciais, colmatar lacunas de conhecimento, determinação de Bom Estado Ambiental e revisão dos Objetivos Ambientais. Além disso, foi preparada e definida para a Macaronésia uma estratégia de monitorização comum para espécies marinhas de mamíferos, tartarugas e aves. Está sendo trabalhada uma infraestrutura online de gestão e partilha de de dados. Está em desenvolvimento uma ação de consciencialização, o qual inclui a elaboração de uma publicação técnica, uma publicação informativa e tarefas de “networking”.